ANA determina níveis mínimos de 15% para dois reservatórios de Minas Gerais

A Agência Nacional de Águas (ANA) aprovou, nesta semana, resolução que impõe um limite de 15% até o fim de novembro aos reservatórios  de Furnas e Mascarenhas de Moraes (Peixoto), no rio Grande, em Minas Gerais. “O objetivo da norma é limitar o esvaziamento desses reservatórios”, informou. A ideia é forçar uma economia de água em um período cuja expectativa seja de seca extrema.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) deverá adequar a operação para manter os níveis, “garantindo a cota mínima em Furnas de 754,18m; que equivalem a 36,2% da sua capacidade máxima normal de acumulação. Em Mascarenhas de Moraes, a cota deverá ser mantida em 655,58m; o equivalente a 45,5% da sua capacidade máxima normal de armazenamento. O agente responsável pela operação de Mascarenhas de Moraes também deverá promover as condições para o funcionamento adequado da travessia de balsas no reservatório”, informa a ANA.

Os níveis mínimos a serem mantidos estão no mesmo patamar dos volumes dos últimos três anos, mas partem de níveis de armazenamento atualmente menores.

“Os níveis mínimos de 15% de volume útil representam ganho significativo em relação às simulações de cenários apresentadas pelo setor elétrico, caso não fosse implementada nenhuma restrição. Nesse caso, tanto Furnas como Mascarenhas de Moraes atingiriam níveis inferiores a 6% antes de 30 de novembro”, informou a ANA.

São Francisco

Além disso, em outra resolução, a ANA autorizou uma operação excepcional da hidrelétrica Xingó (AL/SE), no rio São Francisco, entre junho e novembro, permitindo permite que a faixa de operação Normal passe para a de Atenção quando o reservatório da hidrelétrica de Sobradinho (BA) atingir volume útil inferior a 60%.

A intenção é manter os usos múltiplos da água no rio São Francisco.

O Reservatório Equivalente da bacia do São Francisco – composto pelos reservatórios de Três Marias, Sobradinho e Itaparica – registrou um volume útil de 61,62%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *