Brasil cria 316 mil empregos formais em julho, o 7º mês seguido de alta

mercado de trabalho brasileiro criou 316.580 vagas formais ante demissões em julho, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência nesta quinta-feira, 26. O saldo é resultado de 1.656.182 contratações e 1.339.602 demissões. No acumulado de 2021, o saldo é de 1.848.304 empregos formais, com 11.255.025 admissões e 9.406.721 desligamentos. O total de vínculos celetistas ativos no mês foi de 41.211.272, uma variação de 0,77% em relação a junho. O desempenho de julho veio acima das 309.114 vagas criadas no mês anterior e mostra a retomada da economia após o afrouxamento das medidas restritivas implantadas para conter a segunda onda da pandemia no primeiro semestre de 2021. É o sétimo mês consecutivo que o país registra diferença positiva na criação de trabalhos com carteira assinada. Em julho de 2020, mês marcado por fortes medidas de distanciamento, o saldo foi de 136.014.

Todos os cinco grupamentos de atividades econômicas apresentaram saldo positivo. O setor de serviços foi o grande destaque, com a geração de 127.751 novos postos de trabalho formais, distribuídos principalmente nas atividades de Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (+69.390 postos). O comércio vem em segundo lugar, com 74.844 empregos. A indústria registrou 58.845 vagas, enquanto a construção fechou julho com 29.818 postos, e a agricultura com 25.422. Todas as regiões também tiveram saldo positivo. O Sudeste lidera com a criação de 161.951 postos, seguido pelo Nordeste, com 54.456 vagas de trabalho. O Sul criou 42.639, enquanto o Centro-Oeste encerrou o mês com 35.216 postos, e o Norte com 22.417. A região Norte registrou a maior variação, de 1,18%. Em relação às unidades federativas, as 27 obtiveram saldo positivo. Os Estados com maior saldo foram São Paulo (104.899), Minas Gerais (34.333) e Rio de Janeiro (18.773 postos). Segundo o Caged, para o conjunto do território nacional, o salário médio de admissão em julho foi de R$1.801,99. Comparado
ao mês anterior, houve redução real de -R$22,72 no valor, uma variação em torno de -1,25%

Saldo de empregos formais do Caged para o mês de julho de 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *