Clínica para dependentes mantinha internos em condições subumanas em Sacramento

A Polícia Civil de Sacramento (MG) e Conquista (MG), Polícia Militar, Ministério Público Estadual e Vigilância Sanitária, de Sacramento, interditaram a clínica de recuperação de dependentes químicos “Resgatando a Fé”, localizada na rodovia MG-428, quilômetro 105, na zona rural, próximo à ponte de Rifaina (SP).  A operação aconteceu na quarta-feira (20). O dono do local não foi preso. Os depoimentos dos internos são estarrecedores.

Toda a operação contou com a presença do promotor de Justiça José do Egito de Castro Sousa.

Chamou atenção o fato de que medicamentos controlados eram ministrados a internos sem nenhuma orientação ou controle médico. Foi encontrado interno com câncer e que sequer vacinou contra a Covid-19.

Em depoimentos, os internos disseram que estavam presos no local, absolutamente contra a vontade própria, até mesmo sem contato com parentes ou outras pessoas. Mesmo quando eram autorizados a fazer alguma ligação, eram monitorados pelos coordenadores do local, para não dizerem o que ocorria na clínica.

Também foram localizados diversos animais da fauna silvestre em gaiolas. Foram feitas diligências para a localização dos proprietários da clínica, sendo constatado que o real dono se encontra foragido.

Foi instaurado um inquérito policial para as devidas apurações.

(Jornal da Manhã)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *