Covid-19: Caos em hospital de São Joaquim da Barra

Com o aumento dos casos graves de covid-19 e a permanência prolongada dos pacientes nos leitos de UTI Covid-19, o hospital Santa Casa de São Joaquim da Barra, o único da cidade, pede socorro.

O hospital conta com 13 leitos de UTI e todos estão ocupados. Na enfermaria, ala reserva para pacientes com sintomas mais leves em recuperação da Covid-19, a capacidade é para 25 pacientes, mas só restam duas vagas, de acordo com o superintendente da Santa Casa, João Alberto Destro.

“A situação é de colapso total. Eu não tenho mais leitos de UTI, não tenho mais funcionários e não tenho medicamentos para intubação. Nas circunstâncias atuais, não temos mais condições de atender a população”, lamenta João.

Há dois meses o hospital registra lotação máxima, comenta a  enfermeira Daniela Leves, responsável pela UTI Covid-19.  “Temos a capacidade de 13 leitos e há vários meses a ocupação é máxima”, disse.

Morte

Nesta quinta-feira, a paciente Vanessa Barbosa de Campos de 39 anos morreu à espera de uma vaga na UTI do hospital Santa Casa.

Ela estava sob cuidados médicos no hospital de Campanha da cidade. Na madrugada foi transferida para a Santa Casa, mas acabou não resistindo. A mulher foi enterrada hoje à tarde.

Em nota, a secretaria Estadual da Saúde disse que conseguiu uma vaga na UTI da Santa Casa de São Joaquim para a paciente, mas que o caso dela era extremamente grave.

Números

De acordo com a secretaria de Saúde de São Joaquim da Barra, a cidade registra até nesta quinta-feira, 6 de maio, 3.851 casos positivos de Covid-19 e 82 pessoas morreram por complicações da doença. Outros 140 casos estão em análise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *