CUT quer vetar participação de João Doria no 1º de maio

Foi tensa a reunião ontem entre os líderes das principais centrais sindicais do país, para organizar os festejos do Primeiro de Maio, no próximo sábado. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) vetou mais um nome, desta vez João Doria, de participar do evento.

Nas discussões prévias, a CUT já havia barrado o presidente do PSDB, Bruno Araújo, o governador Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, e ACM Neto, presidente do DEM.

Algumas centrais têm se esforçado para trazer nos últimos anos líderes da direita e da centro-direita aos festejos, como forma de ter uma participação de políticos de um espectro político mais amplo do que somente da esquerda.

Diante da resistência da CUT, duas centraias estão dispostas a não participar do Primeiro de Maio no ano que vem e pensam em criar um evento paralelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *