Doria diz que não sabia sobre envolvimento de universidade dos EUA na Butanvac

Anunciada na última sexta-feira (26) como a primeira vacina contra Covid-19 100% nacional, a Butanvac causou polêmica após ser revelado que o imunizante usava tecnologia de uma universidade americana em seu desenvolvimento. Agora, o governador João Doria negou que omitiu a informação no anúncio e disse que no dia não sabia que a Butanvac tinha parte de sua origem nos Estados Unidos.

Quando a vacina foi anunciada, não houve menção a Escola de Medicina Icahn do Instituto Mount Sinai, dos Estados Unidos, onde a ideia foi desenvolvida no ano passado. Foi então que os pesquisadores americanos informaram para o jornal Folha de S.Paulo que realizaram os experimentos com a vacina e iniciaram os testes de fase 1 no Vietnã e na Tailândia – os mesmos países com os quais o Instituto Butantan se associou para testar e produzir a Butanvac.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *