Ex-prefeito de Araxá é indiciado por apropriação de verbas previdenciárias

O ex-prefeito de Araxá, em Minas Gerais, Aracely de Paula, foi indiciado nesta sexta-feira (24/9) pela Polícia Civil (PCMG). Ele é investigado por apropriação indébita previdenciária.

Entre junho de 2019 e maio de 2020, a prefeitura do Alto Paranaíba teria retido, sem justificativa, mais de R$ 9 milhões em contribuições de previdências descontadas dos servidores.

A denúncia da irregularidade foi representada por um vereador do município ao Ministério Público, que determinou a instauração de uma investigação pela PCMG.

Investigações
As apurações da Polícia Civil indicam que os valores deveriam ter sido repassados ao Instituto de Previdência Municipal de Araxá (Iprema), que é responsável pelo recebimento e gerenciamento dos recursos.
As investigações apontam, ainda, que parte dos valores foi repassada ao Instituto depois da representação do vereador, faltando o pagamento dos acessórios.
A contribuição previdência é um valor descontado do empregado e serve para patrocinar os gastos com a previdência social, como por exemplo, o pagamento de aposentadorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *