Fortaleza Basquete Cearense encara o Franca nas oitavas de final do NBB, nesta quinta

Até o início do mês, a expectativa era de que o Fortaleza Basquete Cearense lutasse até o último jogo da primeira fase para subir na tabela e entrar como favorito no confronto de oitavas de final. Isso até a partida contra o Franca, no dia 6, quando o ala Desmond Holloway fraturou o platô medial da tíbia, ficando de fora do restante da temporada. De lá para cá, foram duas derrotas apertadas e queda da sétima para a décima colocação. O status de favorito mudou para franco atirador.

Nesta quinta-feira, 22, o Carcalaion volta às quadras justamente contra o Franca, que avançou em sétimo, na abertura das oitavas de final do NBB 2020-2021. A partida de abertura da melhor de 3 será às 17 horas, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). Quem vencer dois jogos passa às quartas de final e enfrenta o Minas, que ficou com vaga direta por ter a segunda melhor campanha da primeira fase do certame.

O peso da ausência de Holloway pode ser medido na comparação de dois números. A média de pontos por jogo do norte-americano é de 20,25, segunda melhor marca entre todos os jogadores das 16 equipes na disputa — só atrás de Lucas Dias, justamente do Franca. O Fortaleza BC terminou a primeira fase como o nono melhor ataque do NBB, com 78,55 pontos por jogo. Ou seja, sozinho, o ala é responsável por mais de um quarto da pontuação do Tricolor, além de contribuir com assistências (2,8), rebotes (6,1) e roubos de bola (1,7). Ou seja, ele vai fazer muita falta.

O Fortaleza Basquete Cearense, entretanto, não se resume a ele. E a maior força do time é defensiva. Capitaneada por Mathias, a equipe é a quinta que mais pega rebotes. O pivô é o único em todo o NBB com média de dois dígitos no quesito, com 10,14 por partida. Ele é ainda um dos líderes em tocos, quesito que o Carcalaion lidera no NBB. Com isso, o Tricolor acabou a primeira fase com a sexta melhor defesa entre todos os times.

Antes do início da série decisiva, o técnico Alberto Bial teve uma rara oportunidade de treinar em Fortaleza, já que o campeonato inteiro foi realizado em sedes fixas, com a reta final toda na capital federal “Essa volta de Brasília para a preparação dos playoffs foi super conveniente e talvez eu diria que foi até essencial para o nosso trabalho porque conseguimos colocar para cada elemento da equipe a tarefa e o trabalho que ele tem específico dentro da equipe. Trabalhando isso, criamos um coletivo com mais sincronização e harmonia, no sentido interpessoal e de jogo, o que achamos como tem que ser o jogo. passando com ângulos e com a bola andando na mão de todos os jogadores”, disse o treinador.

Sem Holloway, a chave para a partida será a defesa e o jogo de equipe, como argumenta o armador Cauê. “O desempenho coletivo que tivemos contra o Franca foi bem positivo e vai ser muito importante para os playoffs, quanto na defesa tanto no ataque. Demos vários exemplos disso durante a competição. Quanto mais conseguimos jogar um para o outro facilita mais e com certeza vai ser uma das chaves”, destacou.

As equipes voltam a se enfrentar no sábado, 24, às 19 horas, novamente em Belo Horizonte. Se os vencedores dos confrontos iniciais forem distintos, o classificado será definido na segunda-feira, 26.

Jogo 1 – Fortaleza BC x Franca

  • Data: 22/4/2021
  • Horário: 17 horas
  • Local: Arena do Minas – Belo Horizonte (MG)

Jogo 2 – Franca x Fortaleza BC

  • Data: 24/4/21
  • Horário: 19 horas
  • Local: Arena do Minas – Belo Horizonte (MG)

Jogo 3 – Franca x Fortaleza BC (se necessário)

  • Data: 26/4/21
  • Horário: a definir
  • Local: Arena do Minas – Belo Horizonte (MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *