Governo assina contrato para comprar mais 100 milhões de doses da Pfizer

O Ministério da Saúde assinou nesta 2ª feira (10.mai.2021) contrato para adquirir mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer. A empresa norte-americana deve assinar o acordo ainda na 3ª feira (11.mai). A informação foi divulgada pela CNN Brasil.

O país recebeu o 1º lote com 1 milhão de doses em 29 de abril. Foram distribuídas apenas às capitais por questões logísticas. Uma 2ª remessa com 629 mil doses chegou em  5 de maio.

O Poder360 entrou em contato com o Ministério da Saúde e a Pfizer para confirmar as informações. O governo brasileiro não respondeu até a publicação desta reportagem. A assessoria de imprensa da Pfizer informou que ainda não há nenhum documento assinado até o momento.

A VACINA DA PFIZER

A vacina já recebeu aval para uso definitivo pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A fórmula é administrada em duas aplicações. Pode ser aplicada em pessoas a partir de 16 anos de idade com intervalo de 21 dias entre as doses.

O imunizante usa a tecnologia de RNA mensageiro –uma espécie de molécula que carrega as instruções para a produção de uma proteína do coronavírus, o que permite ao sistema imunológico aprender a reconhecer e neutralizar o patógeno.

De acordo com documento divulgado pelo Ministério da Saúde, o custo aos cofres públicos, no 1º contrato, foi de US$ 10 por dose. A vacina precisa ser mantida em temperaturas muito baixas, o que dificulta a logística de distribuição, sobretudo para cidades do interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *