Governo de Minas pede ao Mapa crédito emergencial para cafeicultores afetados pela geada

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, e a secretária de agricultura, Ana Valentim, entregaram nesta sexta, 13, à ministra da Agricultura Tereza Cristina um ofício com demandas dos produtores de café mineiros atingidos pelas geadas. No documento, são solicitadas prorrogações de financiamentos e criação de novas linhas de créditos para os produtores afetados. O ministério irá avaliar quais pedidos podem ser atendidos.

A entrega do documento foi feita pessoalmente, em Brasília. De acordo com a assessoria de imprensa do governo de Minas, as demandas foram construídas de forma coletiva. Um dos pedidos é de que o governo prorrogue os financiamentos no café de curto prazo, suspendendo as parcelas com vencimento nos próximos meses e transferindo os pagamentos para o final do período de contrato. Além disso, para aliviar as contas, foi solicitada a redução das taxas de juros para o custeio da safra 2021/22.

O documento ainda demanda a criação de uma linha de crédito específica para a recuperação de lavouras de café danificadas com carência de três anos e a liberação de crédito facilitada aos cafeeiros que pretenderem investir em outras lavouras como soja e milho, a fim de obter retorno financeiro rápido para o próximo ano.

Prevendo a possibilidade dos cafeeiros não honrarem contratos firmados para as próximas safras, o governo estadual ainda solicita liberação de crédito para cooperativas e revendas de insumos.

Para o seguro rural, a demanda é por uma nova modalidade que seja capaz de dar cobertura aos prejuízos da safra atual e das próximas com a recuperação das áreas atingidas.

Mais crédito para o setor de café

Na próxima terça-feira será realizada uma reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional (CMN) para analisar a decisão do conselho deliberativo da política do café de destinar R$ 1,350 bilhão do Funcafé para aos produtores que tiveram perdas pelas geadas. O Ministério da Agricultura ainda irá decidir as condições em que este crédito será disponibilizado. A decisão será tomada com base em laudos técnicos emitidos pela Conab sobre os estragos da geada. A previsão é de que estes estudos sejam finalizados apenas no final de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *