Governo de SP lança Bolsa Trabalho com benefícios a 120 mil pessoas

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (18) o lançamento do programa Bolsa Trabalho, com disponibilização de 30 mil vagas para a população desempregada, com prioridade para mulheres. A iniciativa do Governo de São Paulo, desenvolvida pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Governo em parceria com municípios cadastrados no programa, tem objetivo de promover a retomada de emprego e renda e vai impactar, direta e indiretamente, cerca de 120 mil pessoas apenas no ano de 2021.

“O Bolsa Trabalho vai contratar 30 mil desempregados no estado de São Paulo. É extremamente significativo. Não há nenhum empreendimento privado que contrate, de uma única vez, 30 mil pessoas para trabalhar de forma remunerada e é o que estamos fazendo aqui em SP”, destacou Doria. “É mais uma iniciativa para atender às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade, desempregadas, desalentadas e que agora têm uma oportunidade de emprego”, completou.

Com investimento de R$ 80 milhões do Governo de SP, o programa Bolsa Trabalho vai oferecer bolsas no valor de R$ 535 por mês aos cidadãos que realizarem atividades de trabalho em órgãos públicos municipais e estaduais. A carga horária será de 4 horas diárias, cinco dias por semana, e o benefício poderá ser pago por cinco meses consecutivos. Além disso, os participantes realizarão um curso de qualificação profissional e receberão apoio à empregabilidade, por meio dos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs).

Os inscritos poderão escolher seis opções de cursos profissionalizantes virtuais da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo), com duração de 80 horas:

• Auxiliar de Controle de Produção e Estoque
• Gestão Administrativa
• Gestão de Pessoas
• Organização de Eventos
• Rotinas e Serviços Administrativos
• Secretariado e Recepção

O Bolsa Trabalho tem como objetivo gerar renda, ocupação, qualificação e empregabilidade para a população mais vulnerável, com apoio das prefeituras. Em 2021, o programa impactará cerca de 120 mil pessoas (30 mil bolsas para famílias com aproximadamente quatro membros).

Quem pode se inscrever?

Serão aceitas inscrições de moradores do estado de São Paulo, desempregados, maiores de 18 anos e com renda familiar de até R$ 550 por pessoa (equivalente a meio salário mínimo). Os cidadãos elegíveis devem se inscrever no portal do Bolsa do Povo entre 23 e 29 de agosto: www.bolsadopovo.sp.gov.br. A seleção ocorrerá até 4 de setembro e a convocação será feita por meio de publicação no Diário Oficial.

Municípios

Os municípios já realizaram a adesão ao Bolsa Trabalho, sendo que mais de 500 cidades estão inscritas. Prefeituras que não ingressaram no programa até o momento, ainda poderão realizar a adesão no decorrer desta quarta-feira (18), por meio do portal Bolsa do Povo.

A distribuição de vagas entre os municípios aderentes considera a população, índice de vulnerabilidade social e projetos de desenvolvimento local. Já os cidadãos inscritos são selecionados conforme parâmetros do questionário socioeconômico, com priorizações de mulheres arrimo de família, maiores encargos familiares, tempo de desemprego e maior idade.

Sobre o Bolsa Trabalho

Com a promulgação da Lei nº 17.372, de 26 de maio de 2021, o Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego passou a integrar o programa Bolsa do Povo denominado Bolsa-Trabalho, que concentra a gestão dos benefícios, ações e projetos, com ou sem transferência de renda, instituídos para atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social no estado de SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *