Juros do cheque especial sobem mais de 10% em agosto

Em meio a alta da inflação, que encarece vários produtos para o consumidor, quem gasta demais e acaba no vermelho precisa ter mais cuidado. Se já era caro tomar emprestado, agora ficou mais ainda. De acordo com o Banco Central, os juros do cheque especial subiram de 124% em julho para 124,9% ao ano em agosto. Mais de 10% ao mês. Falando em juro bancário, o crédito rotativo também teve alta.

O do cartão de crédito subiu de 331,5% em julho para 336,1% ao ano em agosto. No mesmo mês de 2020, essa mesma taxa fechava em 309,9% ao ano. Para o economista-chefe da Necton Investimentos, André Perfeito, três fatores são levados em consideração para os aumentos consecutivos.

“O risco maior por conta de uma atividade econômica fraca, o que aponta uma dificuldade maior das pessoas pagarem, primeiro ponto; a alta dos juros em si, que tem a ver em tentar encontrar uma inflação, e a taxa Selic é o custo base do empréstimo, porque é a taxa que a gente vai se referenciar o tempo todo; e também a inflação: ninguém que vai emprestar dinheiro vai querer ganhar menos que a inflação no período. Tudo isso em conjunto tem encarecido o crédito em todas as modalidades para o consumidor brasileiro”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *