Justiça paulista chega a 34,4 milhões de atos processuais produzidos desde o início da pandemia

Desde a implantação do trabalho remoto como medida para impedir a disseminação do coronavírus, magistrados e servidores do maior Tribunal da América Latina produziram, até o último domingo (2), 34.418.609 atos processuais (sentenças, acórdãos, decisões e despachos). Na modalidade de home office, a prestação jurisdicional é feita por webconnection: foram contabilizados 43.374 usuários distintos e 8,42 milhões de conexões. O maior valor de acessos distintos, 33.652, foi alcançado no último dia 26.
Em agosto do ano passado, a Corte paulista deu início ao retorno gradual das atividades presenciais, porém, com as atualizações do Plano São Paulo, retornou ao trabalho 100% remoto, prorrogado até 9 de maio, conforme o Provimento nº 2613/21. Permanecem suspensos os prazos processuais para os processos físicos e o atendimento presencial ao público. Os prazos dos processos digitais também ficarão suspensos nas comarcas em que adotadas, no município da sede, medidas sanitárias que restrinjam de forma plena a livre locomoção de pessoas (lockdown) enquanto vigorarem os decretos que as instituíram. Clique aqui para acessar todos os comunicados e provimentos relacionados ao funcionamento do TJSP durante a pandemia.
Confira a produção de 1º e 2º Graus (de 16/3/20 a 2/5/21):
1º grau:
Despachos = 11.123.654
Decisões Interlocutórias = 17.012.689
Sentenças = 4.033.523
2º grau:
Despachos = 1.053.071
Decisões monocráticas = 116.912
Acórdãos = 1.078.760

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *