MG registra pior domingo do ano em mortes por COVID-19

Minas Gerais alcançou neste domingo (28/3) a marca de 23.687 mortes pela COVID-19, sendo 321 delas apenas nas últimas 24h. O dado, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), mostra o pior domingo do ano, mesmo com as medidas adotadas pela onda roxa, do programa Minas Consciente, implementado pelo governo estadual.

Outro marco simbólico registrado no estado foi o de 1.100.575 (um milhão, cem mil, quinhentos e setenta e cinco) casos, desde o início da pandemia, há um ano. Desses, 7.036 foram registrados nas últimas 24 horas, de acordo com a SES-MG.

O estado também soma 981.052 casos recuperados de COVID-19 e outros 95.836 em acompanhamento.

Onda roxa

Na quarta-feira (17/3), a onda roxa – fase mais rígida do programa Minas Consciente, do governo de Minas, para gerir as atividades econômicas durante a pandemia de COVID-19 – passou a valer em todos os 853 municípios do estado.
A medida mais severa foi anunciada pelo governador Romeu Zema (Novo), até o próximo domingo (4/4), podendo ser prorrogada, caso os indicadores da COVID-19 não diminuam.
Entre as regras impostas está a restrição da circulação de pessoas, das 20h às 5h, o fechamento do comércio não essencial e a fiscalização redobrada das guardas municipais e Polícia Militar.

Continua depois da publicidade

O que é o coronavírus
Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp
Como a COVID-19 é transmitida? 
A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Continua depois da publicidade

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *