Piloto com avião cheio de drogas chega do Paraguai e é surpreendido em Ituverava

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) em Uberaba (MG), força-tarefa coordenada pela Polícia Federal e integrada pelas Polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar de Minas Gerais, deflagrou na terça-feira (2/8), com o apoio da Delegacia de Polícia Federal em Ribeirão Preto/SP, operação policial para combater o tráfico internacional de drogas em Ituverava (SP).

Dados de inteligência obtidos junto à Polícia Militar do Estado de São Paulo indicavam que movimentações atípicas vinham ocorrendo no Aeroporto de Ituverava nos últimos dias.

Na manhã do dia 3 de agosto, a FICCO recebeu informe de que uma caminhonete se encontrava no aeródromo, como se aguardasse a chegada de alguém. Após o pouso de um Cessna 182, registrado sob a matrícula PT-IMY, os policiais observaram que várias bolsas foram retiradas dele e transferidas para a caminhonete, que deixou o aeroporto em alta velocidade.

Drodas apreendidas

Os policiais abordaram o homem e a mulher que estavam na aeronave e o motorista do veículo. Foram encontrados cerca de 243 quilos de cloridrato de cocaína no interior das bolsas.

As três pessoas foram presas em flagrante por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico. Houve a apreensão da droga, da caminhonete, de aparelhos celulares, de dinheiro e do avião, que levantara voo do Paraguai.

Os presos foram levados para a Delegacia da Polícia Federal em Uberaba, onde foi lavrado o flagrante e o encaminhamento ao Presídio de Sacramento (MG). Se condenados, podem cumprir até 25 anos de prisão.

Novamente

Na semana passada, a Força Aérea Brasileira (FAB), juntamente com Polícia Federal, interceptaram uma aeronave Cessna 182 Skylane, oriunda da Bolívia, que estava transportando mais de 300 quilos de cloridrato de cocaína.

Na ocasião, as ações envolveram dois caças turboélice Embraer A-29 Super Tucano e um helicóptero H-60 Black Hawk da FAB, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA). O piloto desrespeitou as ordens da Força Aérea em voo e tentou fugir. Clique aqui para rever este caso.

Com informações da Polícia Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *