Polícia investiga suspeita de incêndio criminoso no Instituto de Medicina do Além em Franca

A Polícia Civil investiga se o incêndio que atingiu o Instituto de Medicina do Além (IMA), em Franca (SP), no último sábado (3), foi criminoso. Segundo a instituição, as chamas causaram um prejuízo de mais de R$ 1 milhão. Ninguém se feriu.

O fogo, que teve início por volta das 17h, atingiu o estoque de livros da instituição e foi controlado após três horas de trabalho pelo Corpo de Bombeiros. As chamas teriam começado no Centro de Convivência Madre Tereza de Calcutá, onde funciona um espaço para atividades recreativas.

“Constatou que o incêndio foi criminoso, está sob investigação policial, mas a gente não está preocupado em saber quem é. Isso é o de menos. A gente só fica magoado, a tristeza é muito grande de ver o trabalho da gente, de 25 anos, sendo queimado”, desabafou o médium João Berbel.

 

Inicialmente, o IMA havia divulgado que ao menos 280 obras foram destruídas pelo incêndio. Nesta segunda-feira (5), contudo, a instituição atualizou a estimativa e informou que ao menos 150 mil livros foram queimados.

Voluntários se mobilizaram para separar livros em boas condições após incêndio — Foto: Reprodução/EPTV

Voluntários se mobilizaram para separar livros em boas condições após incêndio — Foto: Reprodução/EPTV

‘Vontade de chorar’

De acordo com Berbel, o estoque de livros do IMA possuía diversos gêneros literários, incluindo obras científicas, romances e livros evangélicos. A venda dos exemplares era utilizada paga pagar as contas do instituto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *