Prefeitura de Franca gasta muito com aluguéis para uso do Estado – Opinião

A Prefeitura de Franca tem alguns compromissos financeiros que na realidade não são de sua responsabilidade, mas que provocam prejuízos quando se analisa que este dinheiro poderia ser investido em obras e serviços diretos para a população contribuinte.

Trata-se de mais de uma dezena de aluguéis que a Prefeitura paga para manter prédios que abrigam serviços públicos que são do Estado.

Ora: se o cidadão paga normalmente seus impostos estaduais, não é justo que o dinheiro que ele paga para a Prefeitura seja usado para manter prédios do Estado também lhe seja cobrado.

Os próprios prefeitos municipais de Franca já deveriam ter se rebelado contra este estado de coisas.

O Município não deve ser obrigado a assumir despesas de aluguéis para prédios usados pelo Estado.

Além do pagamento de aluguéis para prédios que abrigam serviços do Estado, há, além disso, um outro problema que custa muito à Prefeitura, ou seja, ao contribuinte francano, que é a cessão de funcionários do Município, servidores públicos, para o atendimento de alguns serviços que não são da Prefeitura.

Todo o dinheiro que vai para aluguel e cessão de servidores da Prefeitura para órgãos estaduais, deveria ser aplicado na cidade, correspondendo aos serviços que o Município tem que dar em troca pelos impostos pagos pelo cidadão para a Prefeitura;

Assim, no quadro que vemos hoje, com a Prefeitura cedendo funcionários para diversos órgãos estaduais, pagando aluguéis de prédios para o Estado para que eles funcionem, um flagrante desrespeito ao contribuinte francano.

A prática está tão arraigada e os prefeitos estão tão passivos quanto a esta situação que fica difícil a gente depreender se algum dia este quadro mudará.

E o cidadão continuará, por muito tempo ainda, pagando impostos à Prefeitura e ao Estado sem ter o devido tratamento que deve ter como contribuinte, com cada coisa no seu devido lugar: o Estado assumindo seu compromisso de deixar as unidades de sua responsabilidade funcionando a contento e a Prefeitura dando ao pagador de impostos, o devido retorno em obras e serviços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *