Relatório registra 237 mortes violentas de pessoas LGBTs no Brasil em 2020

Levantamento da Acontece Arte e Política LGBTI+ e Grupo Gay da Bahia divulgado na 6ª feira (14.mai.2021) registrou a ocorrência de 237 mortes violentas de LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) em 2020 no Brasil. Foram 224 homicídios (94,5%) e 13 suicídios (5,5%). Eis a íntegra (10 MB).

Foram 161 travestis e mulheres transsexuais (70%), 51 gays (22%), 10 lésbicas (5%), 3 homens transsexuais (1%), 3 bissexuais (1%) e 2 homens heterossexuais confundidos com gays (0,4%) mortos no ano passado.

No entanto, em 2020, observou-se redução das mortes violentas de pessoas LGBT+. Em comparação com o ano de 2019, a redução foi de 329 para 237, queda de 28%.

Quanto à idade das vítimas, 33% tinham entre 15 e 30 anos e 8% tinham mais de 46 anos. O levantamento mostra que 5 vítimas eram menores de idade.

O levantamento identificou 74 pardos e pretos (54%) e 62 brancos (46%) entre os que morreram.

Em relação à tipologia das mortes violentas de LGBTI+ ocorridas em 2020, a pesquisa identificou 215 homicídios (90,7%), seguido de 13 suicídios (5,4%) e 9 latrocínios (3,7%). Quanto à causa da morte, predomina as mortes violentas com arma de fogo (42,3%), seguido de armas brancas (23%) e espancamento (9,1%).

REGIÃO

O relatório aponta ainda que o Nordeste ocupa o primeiro lugar em número de mortes com 113 casos, seguido do Sudeste com 66. Depois, vêm as regiões Norte e Sul com 20 mortes cada. No Centro-Oeste, 18 mortes. As capitais mais violentas foram Salvador (20 casos) e São Paulo (10).

PANDEMIA

“Em 2020, apesar de registrar-se um número de mortes violentas significativamente menor que o ano anterior, alerta-se para a subnotificação e os efeitos provocados pela pandemia do novo coronavírus que intensificou ainda mais o isolamento de muitos LGBTI+, tendo em vista que dada população já era impactada pela falta de sociabilidades, referências e espaços”, afirma o documento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *