Ribeirão Preto e Franca devem movimentar R$ 72 milhões em compras de Natal, dizem associações comerciais

Após meses de baixa nas vendas devido à pandemia de Covid-19, o comércio deve se beneficiar do Natal em Ribeirão Preto (SP), onde R$ 30 milhões devem ser gastos pelos consumidores, e em Franca (SP), onde o valor gasto com as compras natalinas deve chegar a R$ 42 milhões.

CORREÇÃO: O G1 errou ao informar que a estimativa de gastos de moradores de Ribeirão Preto e Franca foi divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviço e Turismo (CNC). Na verdade, as informações são das associações comerciais e industriais locais. A informação foi corrigida às 17h55 desta segunda-feira (14/12/2020).)

O levantamento da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp) considera que 280 mil ribeirão-pretanos vão às compras, com gasto médio de R$ 100 cada, enquanto dados da Associação do Comércio e Indústria de Franca (Acif) apontam que cada francano deve desembolsar R$ 250.

Pelo Brasil, as vendas de Natal devem movimentar R$ 34 bilhões no comércio varejista, o que representa um avanço de 4,3% em relação ao mesmo período de 2019, ainda segundo estimativas da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Itens mais procurados

 

Para a fotógrafa Tainá Moraes, o final de ano é um momento especial e presente não pode faltar. A cerca de duas semanas do Natal, ela já começou a fazer as compras. A primeira lembrança que comprou foi um kit de maquiagens para a sogra.

“A gente enfrentou muita coisa este ano, então o que puder fazer para agradar as pessoas que são da família e estão por perto, é importante”, diz.

 

A maioria dos ribeirão-pretanos devem investir na compra de roupas e sapatos, utensílios domésticos, além de brinquedos e eletrônicos, como celular.

Em Franca, a manicure Ana Cláudia Marcelino também aproveitou o final desta sexta-feira (11) para ir às compras. Ela espera evitar a correria comum de final de ano, para também evitar as aglomerações dentro das lojas.

“Estou comprando calçado, roupa, para mim e para os meus filhos. Quero presentear”, diz.

 

A manicure não está sozinha. Levantamento da Associação do Comércio e Indústria de Franca (Acif) aponta que 67% dos moradores de Franca comprarão presentes neste Natal. Os itens mais procurados são vestuário, brinquedos e eletrodomésticos.

Ainda segundo a associação, a principal forma de pagamento será à vista, em dinheiro ou cheque, fator que atrai os lojistas. Para 60% dos comerciantes, a expectativa para o período de festas é excelente. 80% deles esperam crescimento de 5 a 10% em relação a 2019, apesar da pandemia.

Retomada gradual do comércio

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto (Sincovarp), Paulo César Lopes, está otimista em relação às vendas de Natal. Com a mudança nas regras do Plano São Paulo, em vigor neste sábado (12), lojas e shoppings centers poderão funcionar 12 horas por dia.

“Tivemos um número de desempregados muito grande, mas temos percebido que, nos últimos meses, a curva se inverteu. O consumo está aumentando de forma gradativa e isso mostra que a retomada já começou, mas será lenta, como esperado”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *