SP vacina 216 mil profissionais das forças de Segurança e da Educação

O Estado de São Paulo vacinou até esta segunda-feira (12) 216 mil profissionais das forças de Segurança Pública e trabalhadores da Educação. A imunização da Segurança Pública começou no dia 5 e vacinou 145 mil pessoas em batalhões da Polícia Militar localizados por todo o estado.

Este grupo reúne mais de 180 mil profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa.

O público da Educação começou a receber doses no sábado (10) nos postos de vacinação e na escola Raul Brasil, em Suzano. No total, a campanha quer imunizar 350 mil profissionais das redes pública e privada. Balanço preliminar aponta 70,3 mil trabalhadores imunizados até hoje.

A partir da idade mínima de 47 anos definida para esta etapa inicial, a campanha vai imunizar secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários. É necessária realização de cadastro prévio (confira abaixo mais informações).

SP já tem mais de 7,84 milhões de doses aplicadas, sendo 5,54 milhões de primeira dose e 2,3 milhões de segunda dose, segundo dados do Vacinômetro (www.saopaulo.sp.gov.br) das 14h51.

Início para idosos de 67 anos

Começa hoje (12) em todo o estado de SP a vacinação dos idosos com 67 anos de idade. A imunização foi antecipada para esta segunda (12) graças à otimização da logística e distribuição das grades de doses para todas as regiões.

As 350 mil pessoas que compõem este grupo poderão procurar os postos dos seus municípios. Outros 760 mil idosos com 65 e 66 anos também começarão a ser imunizados do dia 21 deste mês em diante.

Pré-cadastro no VacinaJá

Os idosos (ou seus familiares) podem realizar pré-cadastro no site Vacina Já ou por um chatbot do WhatsApp (basta adicionar o número +55 11 95220-2923 à lista de contatos e enviar um “oi” ou clicar no link wa.me/5511952202923?text=oi).

O assistente virtual oferece as informações necessárias. Começou a ser disponibilizado na última semana e é fruto de parceria entre as Secretarias de Comunicação e da Saúde do Governo e a Prodesp. O pré-cadastro é rápido, fácil e permite a economia de 90% do tempo de atendimento no posto de vacinação. Não há obrigatoriedade, mas seu uso facilita o trabalho dos profissionais da saúde e a rotina do cidadão.

Já os profissionais da rede de Ensino precisam se cadastrar no VacinaJá Educação indicando número do CPF, nome completo e e-mail. Um link é enviado ao e-mail indicado para validação e continuidade do cadastro. É necessária confirmação dos dados pessoais, indicação do local de atuação e comprovantes para evitar fraudes.

Após a conclusão, cada pessoa recebe um comprovante com QRCode para verificação de autenticidade, que deve ser apresentado no posto de vacinação juntamente com RG e CPF. Caso a pessoa não localize o QRCode no e-mail, também é possível gerar o comprovante por meio do site, digitando o CPF e imprimindo o documento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *