Turismo de São Paulo cresceu 18,4% em julho, aponta FecomercioSP

Em julho, o turismo de São Paulo cresceu 18,4% em relação a junho. É o que revela o Índice Mensal de Atividade do Turismo de São Paulo (IMAT-SP), realizado pelo Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) em parceria com o Observatório de Turismo e Eventos da SPTuris.

Na comparação com julho de 2020, a pesquisa mostra um crescimento de 85,1%. Contudo, é preciso lembrar que nesse período o país enfrentava o auge da pandemia de covid-19. Com as férias do meio do ano, o faturamento subiu 48,9% em relação a junho, e setores como eventos, meios de hospedagem, agências e operadoras turísticas cresceram no mês.

A pesquisa IMAT-SP de julho apontou uma recuperação nos meios de transporte e de hospedagem durante o mês de julho. A movimentação nos aeroportos da capital e região aumentou 42,8%. Nas rodoviárias houve uma alta de 23,9% no número de passageiros. A taxa de ocupação hoteleira, por sua vez, cresceu 11,8%.

As férias de julho impulsionaram os setor de turismo no mês, aponta o estudo. No entanto, em agosto, os desafios da ampliação da vacinação e das incertezas sobre a variante delta voltaram a dar as caras, além dos aspectos econômicos de inflação e desemprego.

Presidente do Conselho de Turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui afirma que o IMAT demonstra que o turismo da capital se recupera lenta e consistentemente, uma resposta direta ao aumento do número de pessoas vacinadas nas faixas etárias mais baixas.

“Nos próximos meses, com a autorização para realização de eventos, é muito provável que haja uma melhora ainda maior. Restará o desafio de recuperar o movimento ligado ao turismo de negócios, atividade marcante e característica da capital”, ressalta Aldrigui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *