USP vai exigir vacina de alunos e funcionários para retorno presencial

A Universidade de São Paulo (USP) deverá retomar as aulas presenciais na graduação a partir do dia 4 de outubro para os alunos que tenham recebido as duas doses da vacina contra a Covid-19 há pelo menos 14 dias. O segundo semestre letivo começa na próxima segunda-feira, 13, com aulas teóricas oferecidas de forma remota. As regras para o retorno foram publicadas nesta sexta-feira, 16,  no Diário Oficial do Estado. No retorno presencial, deverão ser priorizadas as aulas práticas. A teoria ainda pode ser administrada de forma remota ou mista, a critério da cada curso.

A exigência da vacina para alunos e funcionários valerá também para a Unesp e Unicamp. Nesta quinta, o Senado adiou mais uma vez a votação do projeto de lei que proíbe a suspensão das atividades escolares presenciais durante a pandemia da Covid-19. Já aprovado na Câmara, o texto determina condições para retorno das aulas na rede pública e privada, como a vacinação dos professores. A proposta classifica a Educação como serviço essencial e proíbe a suspensão dos serviços presenciais durante emergências e calamidades públicas, como é o caso da pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *